As Tecnologias e a Educação

Tecnologias na EducaçãoÉ inquestionável a presença das tecnologias na educação atual. Cada vez mais se faz necessário uma mudança de mentalidade entre pais e educadores, que devem aprender a utilizar esses recursos como ricos auxiliares na formação de nossas crianças.
Ao educador cabe o papel de conhecer bem a realidade onde atua e capacitar-se para a utilização correta dos recursos tecnológicos, que estão presentes não só na escola como na casa dos alunos. Caso os recursos não sejam bem explorados ou utilizados de forma inadequada, o educador estará apenas utilizando uma nova roupagem para o ensino tradicional.
Certamente um dos meios de comunicação mais presentes na casa de cada cidadão é a televisão. Segundo alguns pensadores da Educação esse recurso é um grande agente de democratização da cultura e da informação, mas se mal utilizado pode causar grandes prejuízos, principalmente nos telespectadores mirins. É fundamental que exista um controle do tipo de programação, horários e tempo de exposição que nossas crianças ficam frente a esse recurso tecnológico. Alguns programas são carregados de cenas de violência e sexo que de nada contribuem para a formação adequada das crianças, tanto a família quanto os educadores devem estar atentos, não negando a existência desses fatos, mas questionando seus aspectos negativos junto às crianças.
Ao realizar uma pesquisa em uma escola de Ensino Fundamental e Ensino médio pude constatar que muitas famílias não impõe limites as crianças, deixando que fiquem expostas durante muito tempo frente a televisão, sem nenhum controle sobre o tipo de programação que seus filhos assistem. Ao constatar essa realidade percebi mais uma vez a necessidade de família e escola caminharem juntos, cada um desempenhando seu papel dentro do processo educativo.
Um excelente parceiro junto à televisão é o vídeo, um recurso muito utilizado em sala de aula, a maioria das escolas está equipada para sua utilização. O educador deve ter clareza em seus objetivos, aplicando o vídeo a ser exibido relacionado aos conteúdos a serem trabalhados. O ideal é que o professor assista com antecedência o filme a ser exibido, podendo assim verificar se alguma cena ou sua linguagem pode ser inadequada, estudando o seu conteúdo para reforçar os aspectos mais importantes. Infelizmente a realidade nos mostra que muitas vezes o vídeo é utilizado como “tapa buracos”, perdendo assim todo seu valor pedagógico.
Todo recurso é muito rico se for bem utilizado, até mesmo uma aula com retro-projetor, um recurso simples, que traz uma série de possibilidades. Ao elaborar as lâminas o professor deve ter cuidado para não utilizar textos muito longos, a escrita deve ser clara e ser utilizado seu conteúdo como esquema do que vai ser explicado.
Um dos recursos mais ricos é o computador, que está muito presente na atualidade. O processo de informatização cresce com muita rapidez, o educador tem como responsabilidade preparar seus alunos para sua utilização em sociedade. São imensas as possibilidades pedagógicas que oferece esse recurso: jogos que desenvolvem o raciocínio lógico, construção de textos, produção de músicas, etc. Muitas de nossas escolas ainda não estão preparadas para a informatização na educação, mesmo as que possuem esse espaço de trabalho ainda enfrentam a resistência de seus profissionais.
Durante minha observação percebi um espaço rico em recursos como, sala de vídeo equipada com tv, vídeo, DVD, TV Escola, retro- projetor, aparelhos de som. A escola também possui sala de informática, laboratório de aprendizagem com diversos jogos pedagógicos. Embora esse ambiente seja rico em possibilidades devido aos seus recursos, nem sempre são utilizados de forma adequada.
Não podemos negar a presença das tecnologias na nossa vida atual. Cabe a todos, família e educadores, desempenhar seu papel frente a esses recursos, contribuindo para a formação de nossas crianças e adolescentes, preparando-os para o pleno exercício da cidadania.
Angela Becker

5 comentários:

mStavale 4:24 PM  

É verdade Ângela, existe também um preconceito geral sobre o avanço tecnológico na educação, inclusive do corpo de professores e diretores... Sou professor de robótica pedagógica e senti uma dificuldade enorme de introduzir o projeto na escola em que leciono. Hoje é um sucesso, mas a batalha inicial foi árdua. Tanto com os pais como com os professores colegas.
É uma situação triste pensar que a educação tradicionalista, com quadro negro e giz, ainda reine em tantas salas de aula, ainda...
Visite o meu blog sobre robótica pedagógica.
http://roboticeducation.blogspot.com
Abraços!

Luis Brissos 4:37 PM  

Tenho de admitir que isso é um facto, e é por esse motivo que iniciei recentemente um blog que é somente dedicado à partilha de ferramentas que impulsionem esse desenvolvimento, pois essa é também a minha área, pois estou no ultimo ano de Ciências da Educação e esta é uma vertente que adoro, as TIC.
Bom post e bom trabalho.

Alcione Torres 9:18 PM  

Olá, Angela.
Adorei seu texto e pedi permissão a sua filha, que me indicou ele, para que eu divulgasse no meu blog e ela deixou.
Está no http://ensquimica.blogspot.com/. Caso você tenha algo a dizer, acrescentar ou se quiser que eu retire, me escreva, ok?
Abs.

Vitor Araujo 7:43 AM  

Acredito que seja o início de um novo paradigma educacional e a resistência ao uso dessas ferramentas será vencida aos poucos pela adequação ou renovação dos quadros. Mas também é preciso que haja uma avaliação prévia dos conteúdos a serem utilizados, pois os meios estão abertos tanto para o bem quanto para o mal.

Darcy 7:06 AM  

Sem dúvida a tecnologia só tem a acrescentar no processo de aprendizado dos alunos. Posso confirmar isso com meus filhos. O meu caçula teve os primeiros contatos com o computador aos 2 anos. Desenvolveu rapidamente com os jogos educativos que comprei. Só teve um problema: Quando chegou a hora de enfrentar uma sala de aula, ele era o único que já sabia ler e escrever. Não preciso dizer que enfrentamos problemas do tipo "eu não quero ir à escola porque já sei tudo que a professora está ensinando."
A grande vantagem era quando ele entrava na sala dos computadores. Ali ele se sentia em casa e ajudava os outros alunos.

Sem dúvida os professores precisam estar preparados para enfrentar problemas desse tipo.

Abraços

  © Template Desenvolvido por Ourblogtemplates.com 2008

Voltar para CIMA